Itapetinga vem promovendo ações ambientais capazes de causar um importante impacto local. Agora, buscando formas de expandir essa atuação, o município, através da Secretaria de Meio Ambiente, acaba de aderir ao Cadastro Ambiental Urbano (CAU) do Governo Federal.

A plataforma visa registrar, categorizar e monitorar das áreas verdes urbanas, a fim de melhorar a gestão. Em Itapetinga, foram registrados quatro polígonos (áreas de conservação dentro do perímetro urbano): o Parque Municipal da Matinha, o Parque Poliesportivo da Lagoa, o Grotão do Otávio Camões e a margem urbana do Rio Catolé.

Para a Engenheira Ambiental, Kelly Olegário, técnica da Secretaria de Meio Ambiente e responsável pelo registro, “o CAU é um dos eixos da Agenda Ambiental Urbana que temos buscando implementar na gestão municipal. Com a finalização do registro, o município está apto a captar recursos provenientes de programas como o Cidade+Verde do Governo Federal. Importante frisar que as áreas cadastradas seguem os indicativos do nosso Código Municipal de Meio Ambiente”

A Secretaria de Meio Ambiente tem buscado desenvolver uma Política Ambiental que preserve os recursos naturais em equilíbrio com o desenvolvimento socioeconômico do município. Para tanto, tem aprofundado o diálogo com a sociedade civil organizada e fortalecendo sua equipe técnica de modo a garantir sustentabilidade ambiental.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta