Os primeiros dados referentes ao processo de desenvolvimentos da vacina contra Covid-19 em spray foram submetidos à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na quarta-feira (27). A candidata a vacina está sendo desenvolvida pelo Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Os dados foram apresentados na forma de submissão contínua, isso significa que o Incor/USP podem apresentar os dados de desenvolvimento na medida em que vão ficando prontos.

O objetivo é que a Anvisa possa conhecer os dados sobre a proposta de estudo antes mesmo dos desenvolvedores finalizarem o protocolo clínico e os detalhes da vacina que poderá vir a ser testada no país. Com isso será possível dar agilidade aos pedidos de autorização de estudos, quando estes estiverem prontos para serem analisados.

A vacina em spray ainda está em fase pré-clínica, ou seja, nas etapas de laboratório e testes com animais. Esta etapa acontece antes de se avaliar a possibilidade de testes com humanos.

BN

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta