No mês internacional da MULHER,,resolvi compartilhar com vocês um dos meus poemas escrito em 2018 .

Em meio a correria do dia a dia,das obrigações,das cobranças da sociedade ,em busca da perfeição…

Relato a realidade de muitas de nós ,fortes guerreiras ,mas que também somos frágeis e precisamos de colo .

A MULHER INVISÍVEL

Ela sempre esteve ali
Mas ela não existia
Sua alma gritava,chorava,mas ninguém ouvia
Ela lutava com todas as suas forças,ela era forte ,mas ser forte todo

o tempo, também cansa.
E ela chorava,mas sorria
Por dentro chorava,seu rosto sorria,seus olhos eram tristes,mas ninguém via, ninguém a ouvia
E se reclamasse,clamasse por atenção ,era bravamente repreendida
E ela morria
TDS os dias um pouco
Um pouquinho a cada dia.
Como ela sofria.
Uma solidão acompanhada
Só Deus a entendia.
E mentia,pq se mostrasse as dores.
As fraquezas, ninguém a ouviria.
Ela era invisível,estava ali,mas ninguém a via .

A mulher invisível

Bonny Cordeiro

Comentários

Comentários